Fundos de Investimentos Imobiliários, conhecidos como FIIs, têm se apresentado como uma oferta cada vez mais atraente no mercado. Isso tem a ver com uma série de fatores, como a queda na taxa Selic, que direciona os investidores em renda fixa a ativos com maior potencial de retorno, e a complexidade que muitos atribuem ao investimento em ações.

Investindo em FIIs é possível obter retornos expressivos sem que o investidor seja tão exigido, uma vez que quem controla a aplicação é o gestor do fundo. Quer saber mais sobre o investimento em fundos imobiliários, bem como suas vantagens e desvantagens? Então acompanhe a leitura!

O que são FIIs?

Como todo fundo de investimento, os Fundos imobiliários reúnem recursos de cotistas para usá-los na busca por valorização de ativos. A peculiaridade, neste caso, diz respeito ao mercado imobiliário, que é o alvo das aplicações dos FIIs e, tem suas características próprias.

Os FIIs podem ser de tijolo ou de papel. A diferença é que os fundos de tijolo investem em construções, enquanto os fundos de papel aplicam em títulos imobiliários. Basicamente, eles consistem em projetos nos quais os ativos adquiridos são alugados ou vendidos para que os resultados sejam repassados para os cotistas de maneira proporcional. 

Como funcionam os fundos imobiliários

Nos FIIs, A ideia é que os recursos provenientes das aplicações dos cotistas sejam investidos em ativos com potencial de valorização para que, no futuro, o investimento gere retorno. Assim, cada acionista recebe de acordo com a sua participação no negócio por meio de proventos

Caso o cotista use esse dinheiro repassado para comprar novos ativos, ele pode aumentar a sua participação no negócio e assim, na medida em que o tempo passa, receber proventos cada vez mais significativos e fazer disso, inclusive, uma fonte de renda extra. Por lei, os FIIs precisam repassar 95% do que arrecadam para os participantes.

Além disso, fazendo novos investimentos, o cotista fornece recursos para que o fundo realize novos investimentos e obtenha resultados ainda mais expressivos no futuro, gerando retornos maiores para o próprio cotista.

Como comprar cotas em FIIs

As cotas são negociadas na Bolsa de Valores, de maneira semelhante à compra de ações. Basta acessar o Home Broker da sua corretora de valores ou plataforma de investimentos, e fazer o investimento. Trata-se de um processo bastante intuitivo.

Caso você ainda não tenha experiência com o mercado de renda variável mas conhece as oportunidades de lucro que ele oferece, lembre-se de abrir sua conta em uma corretora, pois será ela a responsável por viabilizar esse procedimento. Uma vez no sistema, você precisa saber o código do fundo. Posteriormente é preciso apenas enviar a ordem de serviço e informar o valor que deseja investir.

Esse montante será transferido da corretora para que a compra seja efetuada. Assim, certifique-se de transferir o seu dinheiro do banco para essa conta antes de dar início ao processo.

Para quem são indicados os FIIs

Investidores interessados em dar um passo adiante em relação à renda fixa, têm nos FIIs uma excelente oportunidade. Eles são capazes de gerar renda passiva, para casos em que a pessoa tem uma boa participação no fundo. Além disso, são investimentos que permitem a associação a grandes projetos mesmo por pessoas que não contam com grandes recursos.

Outro perfil que costuma se dar bem com o FII é o do investidor de grande porte que não tem interesse ou paciência para estudar a respeito das empresas no mercado de ações. Assim, ele pode usar o FII para investir seu dinheiro ao confiar a administração do projeto ao gestor do fundo. Neste caso, o ideal é procurar soluções oferecidas por instituições realmente qualificadas para fazer a gestão.

E-book Fundos Imobiliários

Até o momento você obteve informações gerais sobre como funciona o investimento em fundos imobiliários. Confira abaixo as vantagens e desvantagens dos FIIs:

As Vantagens dos FIIs

A participação em grandes projetos imobiliários é um atrativo dos FIIs. É possível se tornar cotista de fundos que trabalham com imóveis dos mais variados perfis. Existem fundos de diferentes tipos, como os que compram e constroem espaços visando à construção de galpões para aluguel. Quando prontas, essas estruturas abrigam fábricas, centros de distribuição, entre outros empreendimentos.

Além da participação em negócios de alto padrão, podemos destacar também a isenção de Imposto de Renda para os rendimentos. 

Também existe a vantagem de poder começar com investimentos baixos. Portanto, você não precisa gastar fortunas para investir em imóveis, bastando apenas se programar para construir uma participação cada vez maior no fundo ou nos fundos dos quais participa.

Outro fator que precisa ser destacado: a diversificação. Fundos podem ser de vários tipos e incluir uma série de ativos diferentes. Assim, eles oferecem a você a diversificação necessária para balancear os riscos da sua carteira de investimentos e obter ganhos em função de diferentes cenários apresentados pelo mercado.

Desvantagens dos FIIs

Entre os pontos negativos podemos citar a dependência da eficiência da gestão. Diferentemente do que acontece com o mercado de ações, não é você quem escolhe os ativos nos quais o seu dinheiro será investido, mas sim o gestor do fundo, o que pode trazer resultados ou não. Isso pode ser uma vantagem para uns, mas certamente é uma desvantagem para outros, principalmente para quem entende do mercado de ações e investe de acordo com seus próprios critérios.

Além disso, é preciso ter atenção também aos valores de corretagem. Diversificando seus investimentos em FIIs, o que é o ideal, você precisa pagar tarifas por cada um deles. Assim, caso essa cobrança seja elevada, isso pode tornar seus resultados menos expressivos.

Outro fator que pode ser considerado negativo é atrelar seus investimentos a um único setor: o imobiliário. Embora represente um segmento bastante seguro do mercado, ele também oferece problemas eventuais como vacância e inadimplência. Nesse sentido, é preciso considerar a questão estratégica. Se você investe em um único setor, por mais que ele aparentemente seja seguro, caso algo aconteça, todos os seus ativos se desvalorizarão.

De maneira geral, o FII é um bom investimento. Ele gera retorno e simplifica a vida do investidor que não precisa estar o tempo todo acompanhando as oscilações do mercado. 

Quer saber mais sobre como funcionam os ganhos nos FIIs? Confira o nosso post Como funciona a rentabilidade dos Fundos Imobiliários

Ficou interessado? A Genial Investimentos tem ótimas ofertas de FIIs na plataforma. Abra sua conta gratuita na Genial agora para alavancar os seus investimentos!

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *