Conteúdo atualizado em 01 de janeiro de 2024 às 08:00 por Genial Investimentos. 

Imagine a possibilidade de ter uma parte de gigantes globais como Apple, Amazon, Disney, Microsoft e Google em seu portfólio de investimentos. Graças aos Brazilian Depositary Receipts, conhecidos como BDRs, esse cenário excitante não é apenas uma possibilidade, mas uma realidade ao alcance dos investidores brasileiros. Com os BDRs, você tem a chave para desbloquear um mundo de oportunidades de investimento internacional, tudo isso sem sair da Bolsa de Valores brasileira, a B3.

Nos últimos anos, especialmente após mudanças regulatórias significativas em 2020, os BDRs se tornaram uma das formas mais acessíveis e estratégicas para diversificar investimentos e explorar mercados financeiros além das fronteiras nacionais. Eles representam uma ponte entre o investidor brasileiro e empresas que moldam a economia global, combinando o potencial de crescimento dessas gigantes com a conveniência e familiaridade do mercado local.

Neste artigo, vamos desbravar o mundo dos BDRs: o que são, como funcionam, e como você pode começar a investir neles para alavancar sua jornada de investimento. Se você sempre quis investir em mercados internacionais mas não sabia por onde começar, continue aqui conosco para descobrir tudo sobre os BDRs.

O Que São Brazilian Depositary Receipts, ou BDRs?

Os Brazilian Depositary Receipts, ou BDRs, representam uma inovação notável no mercado financeiro brasileiro, abrindo portas para o investimento em algumas das maiores empresas ao redor do mundo. Em essência, um BDR é um certificado que atua como um proxy para as ações de empresas estrangeiras. Estes certificados são negociados na Bolsa de Valores do Brasil, a B3, permitindo aos investidores locais participar do sucesso de empresas globais sem a complexidade de investir diretamente em bolsas estrangeiras.

Cada BDR corresponde a uma fração ou múltiplos de uma ação da empresa estrangeira subjacente. Isso significa que, ao comprar um BDR, o investidor não adquire diretamente a ação da empresa internacional, mas sim um certificado que reflete o desempenho daquela ação. As instituições financeiras, conhecidas como depositárias, são responsáveis por comprar as ações reais no mercado externo e emitir os correspondentes BDRs no Brasil.

A principal vantagem disso é a simplificação: os investidores podem negociar BDRs exatamente como negociariam ações de empresas brasileiras, com a transação ocorrendo em reais e dentro do ambiente regulatório familiar da B3. Isso elimina a necessidade de lidar com taxas de câmbio, regulamentações internacionais e barreiras de entrada que muitas vezes acompanham os investimentos em mercados estrangeiros.

Os BDRs são, portanto, uma ferramenta valiosa para diversificação de portfólio, oferecendo aos investidores brasileiros uma maneira prática e acessível de se expor a economias e setores globais, enquanto mantêm seus investimentos dentro do ambiente regulatório e operacional brasileiro.

Mudanças Regulatórias e Acesso ao Varejo

Uma das mudanças mais significativas no mercado financeiro brasileiro em anos recentes foi a liberalização dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) para o investidor de varejo. Antes de 2020, os BDRs eram predominantemente um território para investidores institucionais e qualificados, restringindo o acesso ao investidor médio. No entanto, uma decisão crucial da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em agosto de 2020 transformou o cenário, democratizando o acesso a estes instrumentos financeiros inovadores.

Esta mudança regulatória significou que qualquer investidor, independentemente do tamanho do seu capital ou nível de experiência, poderia agora investir em BDRs. Antes dessa alteração, o investimento em empresas estrangeiras de grande porte era, em muitos aspectos, um objetivo distante para a maioria dos brasileiros. Com a abertura do mercado de BDRs, barreiras foram removidas, permitindo um engajamento mais direto e simplificado com o mercado de ações global.

Essa abertura não só proporcionou oportunidades de investimento mais diversificadas para o investidor individual, mas também representou um passo importante na maturidade e no desenvolvimento do mercado financeiro brasileiro. Com a inclusão dos BDRs em suas estratégias de investimento, os investidores de varejo agora têm a oportunidade de participar do crescimento de algumas das maiores e mais inovadoras empresas do mundo, como nunca antes.

Tipos e Níveis de BDRs

Entender os diferentes tipos e níveis de BDRs é essencial para investidores que desejam explorar essas opções de investimento. Os BDRs são categorizados principalmente em dois tipos: patrocinados e não patrocinados, e cada um possui características distintas que influenciam como eles são negociados e acessados pelo investidor.

BDRs Patrocinados

Os BDRs patrocinados são aqueles emitidos com a participação direta da empresa estrangeira cujas ações representam. Esta categoria é subdividida em três níveis, baseando-se na quantidade de informações disponíveis e na forma como são negociados:

  1. Nível 1: Este é o nível mais básico, onde as empresas não precisam aderir a todas as normas da CVM para listagem completa. Os BDRs Nível 1 são, em geral, destinados a investidores qualificados e negociados em mercados de balcão.
  2. Nível 2: Já os BDRs Nível 2 exigem um registro na CVM e oferecem uma transparência maior. Eles podem ser negociados por um espectro mais amplo de investidores e estão disponíveis em todas as áreas da Bolsa.
  3. Nível 3: Os BDRs Nível 3 representam o mais alto grau de aderência às normas da CVM, podendo ser ofertados publicamente a todos os tipos de investidores. Esses BDRs fornecem o maior nível de transparência e acesso.

BDRs Não Patrocinados

Os BDRs não patrocinados, por outro lado, são emitidos sem a participação direta da empresa estrangeira. Nesse caso, uma instituição depositária no Brasil adquire as ações no mercado internacional e emite os BDRs correspondentes. A maioria dos BDRs disponíveis no mercado brasileiro se enquadra nesta categoria, incluindo ações de gigantes tecnológicas como Amazon, Microsoft e Apple.

O entendimento destas categorias e níveis é crucial para os investidores, pois cada tipo oferece diferentes níveis de acesso, transparência e requisitos regulatórios. Essa diferenciação impacta diretamente na escolha dos BDRs que melhor se encaixam nos objetivos e estratégias de investimento de cada pessoa.

Comparação entre ADR e BDR

A compreensão das diferenças entre American Depositary Receipts (ADRs) e Brazilian Depositary Receipts (BDRs) é crucial para investidores que desejam explorar oportunidades em mercados internacionais. Aqui está um resumo comparativo entre ADRs e BDRs:

Mercados de Negociação

  • ADRs: Negociados em bolsas de valores dos Estados Unidos.
  • BDRs: Negociados na B3, a bolsa de valores brasileira.

Moeda de Negociação

  • ADRs: Negociados e denominados em dólares americanos.
  • BDRs: Negociados e denominados em reais brasileiros.

Acesso dos Investidores

  • ADRs: Principalmente acessíveis para investidores dos EUA, mas também disponíveis para investidores internacionais, incluindo brasileiros.
  • BDRs: Destinados primariamente a investidores brasileiros, democratizando o acesso a ações de empresas estrangeiras no Brasil.

Regulamentações

  • ADRs: Sujeitos às regulamentações da SEC (Securities and Exchange Commission) nos EUA, com requisitos específicos de divulgação e transparência financeira.
  • BDRs: Regulamentados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) no Brasil, com normas específicas que se alinham aos padrões e exigências do mercado brasileiro.

Objetivo

  • ADRs e BDRs: Ambos têm o objetivo comum de facilitar o acesso dos investidores a ações de empresas estrangeiras. Enquanto os ADRs permitem que investidores, principalmente norte-americanos, invistam em empresas não americanas, os BDRs permitem que investidores brasileiros façam o mesmo em empresas globais, cada um adaptado às necessidades e regulamentações do seu respectivo mercado.

Saiba Mais: ADR e BDR: o que são e como investir?

Vantagens do Investimento em BDRs

Investir em Brazilian Depositary Receipts (BDRs) oferece uma série de vantagens que podem ser atrativas para uma ampla gama de investidores, desde o novato até o mais experiente. Aqui estão algumas das principais vantagens de incluir BDRs em um portfólio de investimentos:

  1. Acesso a Empresas Globais: Os BDRs abrem as portas para o investimento em grandes empresas internacionais, permitindo aos investidores brasileiros participar do crescimento de corporações como Apple, Google e Amazon sem sair da B3.
  2. Diversificação de Portfólio: Investir em BDRs proporciona uma excelente oportunidade de diversificar o portfólio, reduzindo o risco associado à concentração em ativos locais ou em um único setor.
  3. Simplicidade e Conveniência: Os BDRs simplificam o processo de investir em ações estrangeiras. Eles eliminam a necessidade de lidar com questões cambiais, burocracias de mercados estrangeiros e abrem a possibilidade de investir em múltiplas empresas através de uma única plataforma.
  4. Exposição Cambial: Os BDRs oferecem exposição indireta a moedas estrangeiras, o que pode ser uma vantagem em tempos de desvalorização do real. A valorização da moeda estrangeira pode aumentar os retornos dos investimentos em BDRs.
  5. Potencial de Crescimento: Muitas empresas representadas nos BDRs são líderes globais em inovação e tecnologia, oferecendo um potencial de crescimento e valorização significativo.
  6. Liquidez: Por serem negociados na B3, os BDRs geralmente possuem boa liquidez, facilitando a entrada e saída de posições.
  7. Dividendos: Assim como as ações locais, alguns BDRs distribuem dividendos, permitindo aos investidores beneficiarem-se de rendimentos periódicos.
  8. Hedge contra a Volatilidade Local: Ao investir em mercados e economias diversificadas, os BDRs podem atuar como um hedge contra a volatilidade e incertezas do mercado local.

Processo de Negociação dos BDRs

O processo de negociação dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) na Bolsa de Valores brasileira, a B3, é projetado para ser acessível e eficiente para investidores de todos os níveis. Entender esse processo é fundamental para quem deseja investir nesses instrumentos. Aqui está um panorama de como os BDRs são negociados:

1. Compra de Ações no Exterior

Antes de um BDR estar disponível para negociação, uma instituição financeira depositária, normalmente um grande banco ou entidade similar, compra ações de uma empresa estrangeira. Este passo é essencial, pois os BDRs são, na realidade, representações dessas ações internacionais.

2. Custódia das Ações

Após a compra, as ações são mantidas sob custódia em uma instituição financeira, conhecida como custodiante. Esta instituição é responsável por garantir a segurança e a propriedade das ações, assegurando que os BDRs emitidos tenham um lastro real e tangível.

3. Registro e Emissão de BDRs

A instituição depositária então registra um programa de distribuição de BDRs junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Cumpridas as exigências regulatórias, a instituição emite os BDRs, que passam a representar as ações da empresa estrangeira, e os coloca à disposição para negociação na B3.

4. Negociação na B3

Os BDRs são negociados na B3 assim como as ações de empresas brasileiras. Eles podem ser comprados e vendidos através do home broker ou de plataformas de negociação de corretoras. Os investidores negociam esses certificados em reais, sem a necessidade de converter moedas ou lidar diretamente com o mercado de ações estrangeiro.

4. Transparência e Regulação

Durante todo o processo, há uma forte ênfase na transparência e na regulação. As instituições financeiras depositárias devem fornecer informações regulares sobre os BDRs, incluindo dados financeiros das empresas representadas, para garantir que os investidores possam tomar decisões bem informadas.

5. Facilidade e Acessibilidade

Este sistema torna o investimento em empresas estrangeiras mais fácil e acessível para investidores brasileiros. Com os BDRs, os investidores podem se beneficiar do desempenho de empresas globais, enquanto negociam em um ambiente familiar e regulamentado.

Custos e Tributações dos BDRs

Ao investir em Brazilian Depositary Receipts (BDRs), é crucial estar ciente dos custos e das implicações fiscais envolvidas. Esses fatores podem influenciar a rentabilidade geral dos investimentos e devem ser considerados cuidadosamente. Aqui está um resumo dos principais custos e tributações associados aos BDRs:

Custos Associados aos BDRs

  1. Taxa de Custódia: Alguns investidores podem ter que pagar uma taxa de custódia, que é cobrada pela corretora para manter os BDRs. Este custo varia de acordo com a corretora.
  2. Taxas de Corretagem: Assim como na compra de ações, a negociação de BDRs pode incorrer em taxas de corretagem. Essas taxas também variam entre as corretoras.
  3. Emolumentos: São taxas cobradas pela B3 sobre as operações realizadas, geralmente um valor muito pequeno em relação ao montante da transação.

Tributações dos BDRs

  1. Imposto de Renda sobre Ganhos de Capital: Os lucros obtidos com a venda de BDRs estão sujeitos à tributação de 15% sobre o ganho de capital. O investidor é responsável por calcular, declarar e pagar esse imposto através de um DARF.
  2. Tributação de Dividendos: Diferentemente das ações brasileiras, os dividendos recebidos de BDRs são tributados. A tributação ocorre na fonte, no país de origem da empresa, e o investidor recebe o valor líquido. É importante verificar as regras de tributação específicas do país de origem da ação.
  3. Declaração no Imposto de Renda: Além do pagamento de impostos sobre ganhos de capital e dividendos, os BDRs devem ser declarados anualmente no Imposto de Renda, na seção de Bens e Direitos.

Considerações Importantes

  • Custos X Benefícios: É fundamental que os investidores avaliem os custos de transação e manutenção em relação aos potenciais benefícios de investir em BDRs.
  • Planejamento Fiscal: Um planejamento fiscal adequado e a compreensão das obrigações tributárias são essenciais para otimizar a rentabilidade dos investimentos em BDRs.

Saiba Mais: DARF: um guia completo para o investidor de como emitir e pagar

Códigos de Negociação dos BDRs:

Entender os códigos de negociação dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) é crucial para navegar no mercado e realizar transações informadas. Estes códigos, também conhecidos como tickers, são identificadores únicos atribuídos a cada BDR na B3 e fornecem informações valiosas sobre o tipo de BDR que está sendo negociado. Aqui está um guia para decifrar os códigos de negociação dos BDRs:

Estrutura Básica dos Códigos de Negociação

Componente do CódigoDescrição
Quatro Letras IniciaisIndicam a empresa emissora do BDR. Exemplo: ‘AAPL’ para Apple, ‘DISB’ para Disney.
Números e Letras AdicionaisClassificam o tipo e o nível do BDR. Exemplos: ’32’ para Patrocinado Nível II, ’34’ para Não Patrocinado.

Classificação dos BDRs pelos Códigos

Tipo de BDRCódigo de ExemploDescrição
Patrocinado Nível I(Sem código específico)BDRs patrocinados de nível mais básico, geralmente para investidores qualificados.
Patrocinado Nível II32BDRs patrocinados com maior grau de transparência, negociados em todas as áreas da Bolsa.
Patrocinado Nível III33BDRs patrocinados com o mais alto grau de transparência, ofertados publicamente de forma ampla.
Não Patrocinado34 ou 35BDRs emitidos sem participação direta da empresa estrangeira, comuns no mercado brasileiro.

Exemplos Práticos

  • AAPL34: Representa um BDR não patrocinado da Apple.
  • DISB32: Indica um BDR patrocinado da Disney no nível II.
  • NUBR33: Foi a BDR da Nubank agora é ROXO34.
  • AD (PBR): Trata-se da ADR da Petrobras do setor de energia.
  • ADR (XIACY): Trata-se da ADR da Xiaomi do setor de tecnologia.
TickerNome da EmpresaSetor
MMMC343M CompanyTecnologia
AMZO34AmazonTecnologia/Comércio
A1MD34AMDTecnologia/Semicondutores
AAPL34AppleTecnologia
INBR32Banco InterFinanceiro
BERK34Berkshire HathawayConglomerado
CHVX34ChevronEnergia
COCA34Coca ColaBebidas
DISB34DisneyEntretenimento
M1TA34FacebookTecnologia/Redes Sociais
GOGL34GoogleTecnologia/Internet
JNJB34Johnson & JohnsonSaúde
MCDC34McDonaldsAlimentação
MSFT34MicrosoftTecnologia
MDLZ34MondelezAlimentação
NFLX34NetflixEntretenimento
NIKE34NikeVestuário
ROXO34NubankFinanceiro
NVDC34NvidiaTecnologia/Semicondutores
S2GM34Sigma LithiumMineração
TSLA34TeslaAutomobilístico/Tecnologia
XPBR31XPFinanceiro

Importância dos Códigos

Entender esses códigos é fundamental para os investidores, pois eles fornecem informações rápidas e precisas sobre o tipo de BDR, ajudando na tomada de decisões de investimento. Eles também são úteis para acompanhar as cotações e realizar transações no home broker ou outras plataformas de negociação.

Como Investir em BDRs:

Investir em Brazilian Depositary Receipts (BDRs) é um processo relativamente simples e acessível, especialmente com as ferramentas e plataformas disponíveis hoje. Aqui está um guia passo a passo sobre como você pode começar a investir em BDRs:

Passo 1: Conheça seu Perfil de Investidor

Antes de começar a investir em BDRs, é importante entender seu perfil de risco e seus objetivos de investimento. Isso ajudará a determinar quais BDRs são mais adequados para você.

Passo 2: Abra uma Conta em uma Corretora

Para negociar BDRs, você precisará ter uma conta em uma corretora de valores. Escolha uma corretora que ofereça acesso à B3 e tenha uma boa plataforma de negociação.

Passo 3: Acesso ao Home Broker

Uma vez que sua conta esteja configurada, você terá acesso ao home broker da corretora, que é a plataforma online onde você pode comprar e vender BDRs.

Passo 4: Escolha os BDRs para Investir

Faça sua pesquisa para escolher os BDRs que melhor se alinham com seu perfil de investidor e objetivos. Considere fatores como desempenho passado, potencial de crescimento, setor da empresa e estabilidade econômica do país de origem.

Passo 5: Realize a Compra dos BDRs

Uma vez que tenha escolhido os BDRs, você pode realizar a compra através do home broker. Insira o código do BDR desejado, a quantidade e o preço que você está disposto a pagar.

Passo 6: Monitoramento e Gestão do Investimento

Após a compra, é importante monitorar o desempenho dos seus BDRs e estar atento a mudanças no mercado ou na empresa específica que podem impactar seu investimento.

Encontrando BDRs para Investir

Além de realizar pesquisas próprias e usar o home broker para encontrar BDRs, você pode acessar a lista completa de tickers de BDRs disponíveis no site da Genial Investimentos. Esta lista é uma ferramenta útil para descobrir novas oportunidades de investimento.

Além disso, para uma experiência de investimento ainda mais conveniente, você pode utilizar o aplicativo da Genial, disponível via Bolsa Fácil. Este aplicativo oferece uma forma prática e intuitiva de acessar e negociar BDRs diretamente do seu dispositivo móvel.

Encorajamento à Diversificação

A diversificação é uma das estratégias mais importantes no mundo dos investimentos, e os Brazilian Depositary Receipts (BDRs) desempenham um papel crucial nesse aspecto. Ao incluir BDRs em seu portfólio, você pode obter uma série de benefícios que contribuem significativamente para a saúde e o equilíbrio de seus investimentos. Aqui estão alguns motivos pelos quais você deve considerar a diversificação através dos BDRs:

1º Acesso a Diversos Mercados e Economias

BDRs permitem que você invista em empresas situadas em diferentes regiões do mundo. Essa exposição internacional traz a vantagem de reduzir a dependência em relação ao desempenho da economia brasileira, mitigando os riscos associados a fatores locais.

2º Balanceamento entre Setores

Com BDRs, é possível investir em uma variedade de setores – desde tecnologia e saúde até consumo e finanças. Diversificar entre setores diferentes ajuda a proteger seu portfólio contra as flutuações de mercado associadas a um único setor.

3º Potencial de Crescimento

Muitas empresas representadas nos BDRs são líderes em seus setores e possuem um alto potencial de crescimento. Investir nesses BDRs pode proporcionar retornos significativos à medida que essas empresas se expandem e prosperam globalmente.

4º Proteção Cambial

Investir em BDRs também oferece uma forma de proteção cambial. Ao ter ativos denominados em outras moedas, você pode se beneficiar da valorização dessas moedas em relação ao real.

5º Facilidade e Acessibilidade

A negociação de BDRs na B3 elimina a complexidade associada ao investimento direto em mercados estrangeiros, tornando mais fácil para os investidores brasileiros diversificar internacionalmente.

Como podemos concluir sobre BDRs?

Diversificar seu portfólio com BDRs não apenas potencializa os ganhos e minimiza riscos, mas também proporciona uma experiência de investimento mais rica e educativa. Explorar mercados internacionais através dos BDRs pode ser um passo valioso na sua jornada de investimento, trazendo uma perspectiva global para suas decisões financeiras.

Encorajamos você a considerar os BDRs como uma parte integrante de sua estratégia de diversificação de portfólio. Com os recursos e ferramentas disponíveis hoje, investir em empresas globais nunca foi tão acessível e vantajoso.

Genial Investimentos - Abra sua conta

Perguntas Frequentes sobre BDRs

O que é um BDR e como ele funciona?
BDR, ou Brazilian Depositary Receipt, é um certificado que representa ações de empresas estrangeiras, mas que é negociado na bolsa de valores brasileira, B3. Eles permitem que investidores no Brasil comprem ações de empresas internacionais indiretamente.
Quais são os riscos de investir em BDRs?
Os riscos incluem a flutuação cambial, a volatilidade dos mercados externos, e complexidades fiscais associadas à declaração de ganhos no imposto de renda.
Como posso começar a investir em BDRs?
Para investir em BDRs, é necessário abrir uma conta em uma corretora de valores que opere na B3 e escolher os BDRs baseados em sua análise de mercado e perfil de investimento.
Como são tributados os ganhos de BDRs?
Os ganhos obtidos na venda de BDRs são tributados a uma alíquota de 15% sobre o ganho de capital, e é necessário emitir um DARF para o pagamento do imposto.
É necessário ser um investidor qualificado para comprar BDRs?
Desde 2020, a CVM permitiu que todos os investidores, e não apenas os qualificados, pudessem investir em BDRs.
Posso perder dinheiro investindo em BDRs?
Como em qualquer investimento em ações, existe o risco de perda de capital. A volatilidade do mercado e a variação cambial podem impactar negativamente o valor dos BDRs.
Como escolher os melhores BDRs para investir?
A escolha deve se basear em uma análise detalhada das empresas representadas, considerando fatores como performance financeira, potencial de crescimento, e estabilidade do setor.
Os BDRs pagam dividendos?
Sim, alguns BDRs pagam dividendos, que são repassados aos investidores após a conversão para a moeda local e dedução de impostos estrangeiros.
Como declarar BDRs no Imposto de Renda?
BDRs devem ser declarados na ficha de “Bens e Direitos” do IR, informando a quantidade e o custo de aquisição, e os ganhos de capital devem ser calculados e tributados separadamente.
Os BDRs são uma boa opção para diversificação de portfólio?
Sim, os BDRs são excelentes para diversificar investimentos, pois oferecem exposição a empresas e mercados internacionais, reduzindo o risco associado ao investimento apenas em ativos locais.

Genial Investimentos

Somos uma plataforma de investimentos que tem como objetivo facilitar o acesso ao mercado financeiro e ampliar a educação financeira no Brasil.

Ver todos os artigos
Campanha Institucional - Ativação - Abra sua conta

Navegação rápida

O link do artigo foi copiado!

Planilha Comparativa de Renda Fixa