Buscar caminhos que apontem onde investir em 2021 faz parte da vida de muitos brasileiros nesse ano. Afinal, é preciso estar bem preparado para tomar decisões sólidas e ajustadas na hora de fazer o dinheiro render.

O processo exige, acima de tudo, uma análise completa sobre as suas características e a situação do mercado. Como consequência, torna-se viável encontrar onde estão as oportunidades mais alinhadas aos seus interesses.

Foi por isso que separamos as dicas para escolher onde investir dinheiro em 2021. Confira!

Por que investir em 2021?

Antes mesmo de conhecer as alternativas do mercado, você deve entender por que vale a pena realizar investimentos em 2021. Primeiramente, é uma forma de fazer o seu patrimônio crescer ou de permitir que ele continue em expansão, graças aos aportes que já efetua.

Também é algo que está relacionado à conclusão de planos e ao alcance de objetivos em diversos prazos. Com o rendimento e a obtenção de recursos, é possível concretizar os seus sonhos.

A decisão envolve, ainda, a capacidade de driblar desafios e explorar as condições do mercado. Com as escolhas adequadas aos seus interesses e ao seu momento, há como investir dinheiro de forma estratégica para aproveitar mais equilíbrio e prosperidade nas finanças.

Por onde começar a planejar os investimentos?

Para saber onde investir dinheiro, é necessário se planejar e considerar algumas questões principais. O primeiro fator é conhecer qual é o seu perfil de investidor, que indica a sua tolerância ao risco. Investidores conservadores, normalmente, priorizam a segurança, mesmo com menor rentabilidade.

Os moderados têm uma atuação intermediária e correm um pouco mais de riscos em troca de possibilidades de ganhos maiores. Já os arrojados correm riscos controlados em busca do desempenho mais otimizado.

Sabendo em qual categoria se encaixa, você poderá planejar melhor o perfil de risco ideal para a sua carteira de investimentos. Assim, é possível selecionar alternativas que estejam alinhadas com ele.

Além do perfil, é preciso avaliar quais são os seus objetivos financeiros. Eles podem ser de curto, médio e longo prazo e para cada um há investimentos mais ou menos adequados.

Se a sua intenção for resgatar o investimento rapidamente, pode ser interessante priorizar alternativas líquidas. Já se o foco estiver no longo prazo, pode ser melhor recorrer a investimentos que se consolidam e amadurecem com o tempo.

Considere, por fim, as condições do mercado e os produtos financeiros que estão disponíveis. O ideal é encontrar as alternativas que se encaixam em suas características e que também apresentam boas possibilidades.

Qual a importância da reserva de emergência?

No processo de descobrir onde investir em 2021, também é oportuno considerar a necessidade de manter uma reserva de emergência. Basicamente, ela consiste em um montante financeiro capaz de sustentar o seu padrão de vida durante determinado período.

Trata-se de um valor que fica disponível para o uso em situações atípicas e realmente necessárias. Então funciona como uma proteção, evitando sobressaltos e perdas diante de certas condições — como o desemprego.

Focar em montar a reserva é essencial porque o ano de 2020 mostrou para a maioria das pessoas a relevância de ter uma provisão financeira para o caso de imprevistos. Portanto, o mais recomendado é contar com uma reserva antes de investir com outros objetivos.

Ao mesmo tempo, é preciso garantir que a sua reserva não perca poder de compra com o tempo, por causa da inflação. Para isso, ela deve ficar investida, mas em uma alternativa segura e líquida. Assim, você evita perdas e pode usá-la conforme as necessidades urgentes surgirem.

Onde investir meu dinheiro em 2021?

Até aqui, pudemos mostrar por que investir em 2021 e como se planejar. Finalmente, é o momento de entender quais são as alternativas disponíveis para realizar seus investimentos. Há possibilidades nas duas classes de investimento: renda fixa e renda variável.

Na primeira, é possível conhecer como acontecerá a remuneração do valor aplicado, o que diminui os riscos. Já na renda variável não há como saber como ocorrerá a remuneração. Por trazer mais riscos, ela também aumenta o potencial de ganhos.

Uma carteira diversificada e equilibrada, normalmente, conta com as duas classes, em proporções que variam com cada perfil. Para montar seu portfólio, é necessário conhecer as alternativas que se destacam para 2021.

Confira!

Renda fixa

Na renda fixa, um dos destaques fica para os Títulos do Tesouro, especialmente por serem os mais seguros do mercado. Eles são investimentos públicos com diversos prazos e características. Para 2021, você pode investir no Tesouro Selic, no Tesouro Prefixado ou no Tesouro IPCA.

Também há os Certificados de Depósitos Bancários (CDB), que rendem com taxa fixa ou mediante juros pós-fixados. Ao contrário dos títulos públicos, eles contam com proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Se você quiser se expor a um pouco mais de riscos para ter melhores rendimentos na renda fixa, as Debêntures surgem como possíveis caminhos. Elas são emitidas por empresas de capital aberto e não contam com proteção do FGC. As debêntures incentivadas são isentas de Imposto de Renda.

Renda variável

Uma das limitações de investir em renda fixa em 2021 é que a Selic está em baixa — tendo atingido 2% ao ano em 2020. O cenário reduz o rendimento das aplicações e torna a renda variável ainda mais atraente.

Nesse contexto, é possível investir em Ações de diversas empresas, bem como em Fundos de Índices (ETFs) e Fundos Imobiliários (FIIs), por exemplo. Se quiser ter exposição ao exterior, os Brazilian Depositary Receipts (BDR) agora são acessíveis a qualquer investidor.

Também podemos destacar os Fundos de Ações. Nessa modalidade, você pode ter exposição a diversas empresas ao mesmo tempo, a depender da estratégia. O portfólio é montado por um gestor profissional e pode ser diversificado.

Inclusive, uma tendência em alta em 2021 são os Fundos de Ações ESG. Eles focam em empresas que atendem a critérios de sustentabilidade, valorizando aspectos como o manejo do impacto ambiental e a governança.

Como o tema tem feito parte de cada vez mais discussões, há um potencial de valorização de empresas do tipo. Assim, o potencial de retorno para quem investe em fundos com essa estratégia pode aumentar.

Como vimos, saber onde investir em 2021 exige a consideração das suas características e um entendimento das condições do mercado. Com as nossas dicas, você poderá planejar o que faz mais sentido o seu perfil e para os seus objetivos!

Contar com uma boa corretora também é muito importante para ter sucesso nos seus investimentos. Por isso, abra a sua conta conosco da Genial Investimentos!

Comentários