Investir em ações pode garantir um grande retorno financeiro. Apesar disso, essa modalidade de aplicação ainda encontra alguma resistência por parte de muitos investidores, que acreditam se tratar de uma operação pouco segura, que exige muito dinheiro ou é excessivamente complexa.

Na verdade, a princípio, para investir em ações é preciso seguir os mesmos passos que qualquer outro investimento exige: buscar informações, avaliar o seu objetivo, o dinheiro disponível para aplicação e identificar qual é o seu perfil como investidor

A compra de ações acontece de forma simples, pela internet.  Com relação aos valores, o mercado apresenta uma oferta bem variada, não sendo necessário ter muito dinheiro para começar a investir.

O primeiro passo é entender o conceito deste tipo de investimento. Ação é a menor parte de uma empresa. De posse de uma ou mais ações, você se torna sócio do negócio. 

Apenas empresas de capital aberto podem negociar ações publicamente. No site da Bovespa é possível consultar quais são elas.

As ações podem ser ordinárias ou preferenciais. As ordinárias dão direito ao sócio de votar em assembleia de acionistas. As preferenciais garantem o recebimento de dividendos (parcelas de lucros em dinheiro paga aos acionistas conforme estabelecido no estatuto da empresa). Essas, aliás, possuem valores maiores em comparação com as ações ordinárias.

Renda fixa x Renda variável

As ações são um tipo de investimento em renda variável, o que significa que a rentabilidade não é estabelecida no momento da aplicação, como acontece com os investimentos de renda fixa. Por isso, ao investir, expõe-se a um risco é maior, mas o retorno financeiro também pode ser muito mais alto. 

Ao investir em ações, você não empresta seu dinheiro para que o governo ou qualquer empresa pague a dívida com juros dentro de um determinado  prazo. O que ocorre é que você se torna sócio de uma companhia, podendo lucrar de acordo com o crescimento dela.

Além disso, dependendo dos seus interesses e do tipo de abordagem, você não precisa esperar anos para lucrar, como geralmente acontece com a renda fixa. Praticando a estratégia do Day Trade, por exemplo, os resultados podem aparecer em menos de 24 horas, desde que haja valorização das ações.

Em resumo, o diferencial da renda variável em relação à renda fixa é certamente o maior potencial de ganho.

Vantagens de investir em ações

Uma das principais vantagens deste tipo de operação é o fato de ser acessível. Qualquer pessoa pode investir, pois não é preciso muito dinheiro para começar. 

Outro aspecto positivo é que a negociação é feita de forma simples. Para se ter ideia, é possível comprar e vender ações sem sair de casa. O sistema Home Broker permite que o investidor faça as transações por meio do site da corretora na qual possui conta. 

Ebook aprenda a investir em ações

Por meio do Home Broker, o investidor envia as ordens de compra e venda de um determinado ativo. Tudo isso é feito de maneira rápida, prática e segura com o uso da tecnologia.

Também vale lembrar que a liquidez das ações costuma ser alta, o que é mais um fator favorável ao investidor. Isso significa que é fácil resgatar o valor de um ativo em espécie. No entanto, é importante ressaltar que os ativos estão sujeitos às oscilações do mercado. Logo, podem ocorrer situações em que não seja tão fácil vendê-los.

O mercado de capitais

O mercado de capitais é um sistema criado para facilitar a capitalização das empresas, contribuindo para a geração de riqueza à sociedade. Para os investidores, independente do porte ou dos objetivos, a compra de ações significa a oportunidade de ganhar dinheiro. 

 As chamadas Bolsas de Valores têm o papel fundamental de criarem, organizarem e regularem o mercado onde as ações emitidas podem ser negociadas com confiabilidade e transparência.

A oscilação da Bolsa de Valores, isto é, quando falamos que ela fechou em alta ou em queda, se refere ao seu índice. No caso da BM&FBovespa, este índice é denominado Ibovespa, que numa definição simples é uma média ponderada de preços de ações, selecionadas por um critério de negociabilidade.

Alguns fatores contribuem para que ocorra esta variação de preços. O cenário econômico, as notícias internacionais e até mesmo as informações repassadas pelas empresas sobre lucratividade afetam diretamente as ações, podendo valorizá-las ou não. 

Orientações para quem quer investir em ações

Embora os riscos existam para qualquer tipo de aplicação, no caso da Bolsa de Valores, eles precisam ser analisados com maior cuidado, pois podem gerar prejuízos maiores. Estar atento aos fatores que geram oscilação no mercado é fundamental para investir bem e amenizar os riscos. 

Outra orientação importante é realizar análises técnica e fundamentalista que ajudem a avaliar questões como a gestão empresarial, o mercado em que cada companhia atua e o histórico de resultados. Também é primordial evitar atitudes imediatistas por conta de especulações.

Como começar a investir na Bolsa

O primeiro passo é abrir uma conta em uma corretora, que é a instituição responsável por realizar a intermediação dos negócios na Bolsa de Valores. Para fazer a escolha, reserve um tempo para pesquisar. É importante avaliar preços das taxas que serão cobradas, o atendimento, as ferramentas e os serviços prestados. É uma tarefa simples, mas que requer atenção e cuidado, afinal, a empresa irá te auxiliar em operações financeiras.

Uma vez escolhida a plataforma de investimentos, você irá transferir dinheiro da sua conta bancária para a conta na corretora, de forma que possa iniciar as aplicações. Essa transferência pode ser feita por DOC ou TED. Assim que o valor estiver disponível, você poderá começar a comprar e investir em ações. 

 Há empresas que negociam seus ativos por preços muito baixos, neste caso, é necessário que você avalie se vale à pena adquiri-los, e quais são as reais chances de rentabilidade com o passar do tempo.

Outro detalhe que merece atenção se refere aos custos que serão cobrados pelo plano da corretora. Existem duas modalidades de cobrança: a corretagem fixa, que você paga o mesmo valor  independente da compra e venda de ações, e a corretagem variável, que o pagamento é feito de acordo com as transações no mercado.

 Algumas corretoras também cobram a chamada taxa de custódia, que consiste num pequeno valor mensal para cobrir os custos junto à Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CLBC). Boa parte das corretoras já isenta o investidor desta cobrança, e entre aquelas que a mantém, o preço é simbólico.

O fato é que buscando informações e estando atento ao mercado de capitais, investir em ações é uma opção bastante lucrativa ao investidor. 

Quer investir no mercado de ações? Venha para a Genial. Nossos especialistas na Bolsa de Valores vão te ajudar a investir seu dinheiro com mais eficiência e melhores rentabilidades. Abra sua conta já!

abra sua conta

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Contentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *