O IPO ou Oferta Pública Inicial, em tradução livre do inglês, é o nome dado ao processo no qual uma empresa vende suas ações ao público pela primeira vez, por meio da Bolsa de Valores. Ao fazer uma oferta desse tipo, a empresa amplia seu quadro de sócios, uma vez que quem compra os papéis se torna dono de uma pequena parte do negócio. Qualquer pessoa, portanto, poderá virar acionista dessa empresa que passará a ser colocada como parte do mercado de capital aberto.

Como é o processo de um IPO?

Assim, o processo começa com um registro de companhia aberta no órgão regulador do mercado financeiro, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), responsável por aprovar essa operação. Com a autorização em mãos, os donos da companhia elaboram um documento chamado “prospecto da oferta”, voltado para o público investidor. No prospecto é possível encontrar informações importantes sobre a própria operação do IPO e sobre o futuro do negócio.

Quem estiver disposto a ter uma parte daquela empresa, que, enfim, estará aberta a diversos acionistas, saberá de antemão quais são os planos dos administradores, bem como a situação do mercado no qual a companhia está inserida e os riscos que a empresa emana.

Objetivos de um IPO

Quando uma companhia abre seu capital ela normalmente tem alguns objetivos em mente como:

  • Acesso a novos recursos financeiros para financiamento de projetos e investimentos;
  • Liquidez patrimonial visando venda futura;
  • Reestruturação financeira;
  • Melhora da imagem institucional com consolidação da marca.

o que é IPO

Por que uma empresa abre o capital

Abrir o capital tem uma série de vantagens para a empresa. Financiar-se por meio da oferta de ações em geral é mais barato para a companhia do que captar recursos por meio de dívidas.

É, ainda, uma fonte de recursos ilimitada. Enquanto a empresa tiver projetos viáveis e rentáveis, haverá investidores interessados em financiá-los.

Também não existe a mesma pressão que existe no financiamento por dívida: o investimento dos sócios não tem prazo de amortização e resgate nem retorno definido; a rentabilidade depende unicamente do desempenho da empresa.

A abertura de capital também aumenta a liquidez patrimonial da companhia, o que facilita processos como a saída de sócios que estejam em fase de desinvestimento e realização dos lucros (no caso, por exemplo, dos investidores de risco), a sucessão do comando da empresa e a partilha entre os futuros herdeiros dos sócios majoritários.

Além disso, a companhia ganha mais visibilidade, passa a ser mais mencionada na mídia e acompanhada por analistas. A cotação de suas ações é um indicativo de seu valor, pois reflete a percepção dos investidores sobre as perspectivas futuras da companhia.

A transparência também aumenta, pois a empresa passa a ser obrigada a prestar uma série de informações ao mercado. Isso pode melhorar suas condições de negociação com fornecedores e instituições financeiras

Dependendo do nível de governança da companhia, ela precisa cumprir mais ou menos exigências de transparência e organização. Quanto mais elevado o nível de governança corporativa, mais transparente deve ser a companhia e mais resguardados estão seus sócios.

Abra sua conta na Genial Investimentos para conferir as ofertas públicas das maiores empresas do Brasil e começar a investir nelas. Aproveite!

o que é IPO

Genial

Genial

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Deixar um comentário