Você já deve ter lido por aí que, após o último corte na taxa Selic e a mudança na regra de remuneração da poupança, a caderneta tornou-se mais atrativa que os fundos conservadores.

Com remuneração atrelada ao CDI, taxa de juros que caminha junto com a Selic, os fundos de renda fixa conservadora também têm visto sua rentabilidade cair com o ciclo de queda na taxa básica de juros.

Acontece que a atratividade maior da poupança só é verdadeira se a compararmos com os fundos conservadores que o investidor pessoa física costuma encontrar em grandes bancos, que têm altas taxas de administração.

Se você tirar um tempinho para olhar para fora do seu banco, verá que ainda é possível encontrar investimentos de baixíssimo risco mais rentáveis que a poupança.

Em termos nominais, eles estão menos rentáveis do que na época de juros altos, é verdade. Mas ainda são ideais para substituir a caderneta e abrigar aqueles seus recursos de fluxo de caixa, como a reserva de emergência ou o dinheiro voltado para objetivos de curto prazo.

Afinal, esteja a Selic em alta ou em queda, todo mundo precisa de um colchão financeiro aplicado em um investimento fácil de resgatar e capaz de preservar o valor dos recursos. Até mesmo os investidores mais arrojados.

Os fundos conservadores que oferecemos aqui na GENIAL têm baixas taxas de administração e costumam render, consistentemente, 100% do CDI ou mais, já descontadas as taxas. Sendo assim, mesmo havendo cobrança de imposto de renda, eles conseguem ganhar fácil da rentabilidade da poupança.

Saia da poupança

As taxas de administração dos fundos de fato sacrificam um pouco sua rentabilidade. São elas que remuneram a gestão profissional e a administração do fundo, para que o investidor não precise ter o trabalho de escolher os ativos da sua carteira.

No caso dos fundos de baixo risco, como os fundos DI, as taxas de administração realmente não podem ser elevadas. Primeiro porque a gestão desses fundos é mais simples que a dos fundos de maior risco e estratégias mais sofisticadas.

Segundo que, por terem baixo risco, os ativos que compõem a carteira desses fundos têm um potencial limitado de rentabilidade. Como eles não têm como apresentar rendimentos exorbitantes, taxas altas acabam com a atratividade desse tipo de investimento.

No atual cenário, os depósitos em poupança feitos a partir de 4 de maio de 2012 – a “poupança nova” – estão rendendo 70% da Selic mais Taxa Referencial (TR). Atualmente, a Selic está em 8,25% ao ano e a TR, que também tem certa ligação com a Selic, vem sendo mantida zerada. Saiba mais sobre a TR.

Considerando que o CDI costuma ficar um pouco abaixo da Selic e atualmente está em 8,14% ao ano, um fundo de renda fixa conservadora que renda apenas 100% do CDI precisaria ter uma taxa de administração inferior a 1,0% ao ano para ser mais rentável que a caderneta de poupança.

Se estivermos falando de aplicações de prazo inferior a seis meses, quando a alíquota de imposto de renda dos fundos é de 22,5%, a taxa de administração máxima de um fundo que costume render 100% do CDI deve ser de 0,6% ao ano.

O prazo do investimento importa porque a caderneta é isenta de IR, enquanto que os fundos seguem uma tabela de tributação regressiva, em que as alíquotas diminuem conforme o prazo do investimento. Saiba mais sobre o funcionamento da tributação dos fundos de investimento.

Na tabela a seguir, você poderá conhecer cinco dos nossos fundos mais conservadores, disponíveis na plataforma GENIAL. Repare que todos tem conseguido render acima do CDI mesmo após descontadas as taxas de administração, que não ultrapassam 1,0% ao ano. Repare também que há fundos disponíveis para diferentes valores de aporte inicial.

Fundos conservadores da GENIAL

Fundo Aporte inicial Taxa de administração Rendimento nos últimos 12 meses (%)* Rendimento nos últimos 12 meses (% do CDI)*
AF Invest FIRF Crédito Privado Geraes R$ 25 mil 0,5% a.a. com taxa máxima de 0,6% a.a. 14,27% 113% do CDI
AZ Quest Luce FIC FIRF Crédito Privado LP R$ 5 mil 0,4% a.a. com taxa máxima de 0,8% a.a. 13,50% 107% do CDI
BTG Pactual Yield DI FI Referenciado Crédito Privado R$ 3 mil 0,3% a.a. com taxa máxima de 1,0% a.a. 12,97% 104% do CDI
Porto Seguro Referenciado DI Crédito Privado R$ 20 mil 0,4% a.a. 13,26% 105% do CDI
CA Indosuez Vitesse FIRF Crédito Privado R$ 25 mil 0,5% a.a com taxa máxima de 0,9% a.a. 14,22% 113% do CDI

(*) A rentabilidade é divulgada já descontada a taxa de administração, mas sem o desconto de imposto de renda.

Ficou interessado? Abra já a sua conta na GENIAL e conheça nossa plataforma de fundos de investimento!

A Genial é a plataforma de investimentos que está democratizando o acesso aos melhores produtos do mercado, de forma simples, ágil e eficiente, através de uma assessoria financeira isenta, transparente e qualificada.

Contentários